terça-feira, 26 de outubro de 2010

JASON REITMAN | JUNO

ASSERTIVIDADE NA MATERNIDADE

Juno McGuff é uma estudante que fica grávida de seu melhor amigo (quando transam numa poltrona) um nerd com quem nunca assumiu namoro.

De todos os filmes principais do Oscar, apenas um deles se tornou grande sucesso de crítica e público (143 milhões de dólares para custo estimado de 7.500 milhões). Ganhou o Oscar de melhor roteiro original - escrito por uma garota que usa o pseudônimo de Diablo Cody- . Foi indicado ainda como direção, filme e atriz. Talvez por ter sido tão premiado e feito tanto êxito, fiquei com a sensação de que era superestimado por um tempo, até tirar essa idéia da minha cabeça ao assistir novamente. O êxito também se estende também pela ótima trilha musical que chegou ao primeiro TOP e as frases e expressões que criaram moda nos EUA.


Não me pareceu uma revelação tão grande a garota Ellen Page, de 20 anos, em parte porque ela repete aqui o que já vimos em outro filme, MENINA MÁ.COM. Ou seja, é talentodíssima, carismática, tem jeito meio masculinizado no melhor sentido, é versátil e ótima atriz. Sem dúvida é um dos motivos do sucesso do filme que também é bem conduzido pelo já promissor Jason Reitman (filho do famoso diretor Ivan Reitman [Os Caça-Fantasmas]), que havia se revelado antes com Obrigado Por Fumar e acertou novamente posteriormente em Amor Sem Escalas.Quem faz o futuro pai é o também ótimo Michael Cera, que ficou conhecido com a chanchada teen SuperBad - É Hoje!.








Na fita Juno é uma garota assertiva, prática e que não tem problemas em enfrentar a situação, avisando ao pai ( o J.Jameson - J. K. Simmons - um ator que sempre gostei) e a madrasta, a ótima Allison Janey ( de Beleza Americana e As Horas) que pensa em dar a criança para adoção. Já que o pai deixa as decisões com ela. Procurando por pais em perspectiva, ela encontra o casal yuppie ( Jennifer Garner [ que fez um ótimo negócio em atuar neste filme pra limpar sua carreira] e Jason Bateman [ um ator carismático e bem atuante nas comédias]), quem como todo mundo, têm seus problemas e preconceitos. Mas ela gosta do possível pai porque tem gosto parecido com música grunge e filmes de terror. O filme foi também aprovado pelos católicos e todos aqueles do momento Pró-vida, já que em determinado momento ela pensa em abortar, mas acaba desistindo na última hora, o que neste momento onde os Prós-escolha perdem terreno, é bem discutível. Ainda mais porque no mesmo período, o tema também foi abordado e resolvido de forma parecida com as comédias Ligeiramente Grávidos e Garçonete. De qualquer forma, não há qualquer novidade nas resoluções e escolhas, porém o filme consegue ser excelente. É ótimo ver a Juno conversando com sua amiga pelo seu telefone de hamburger!
Por outro lado, nem me parece ajudar muito na atual crise de adolescentes grávidas ( porque o filme joga um feitiço de carisma na séria situação) tendo de criar filhos sem estarem preparadas para isso. Um problema mundial, não apenas brasileiro. O filme ainda é melhor do que as comédias de adolescente, justamente porque a maioria dos filmes hoje em dia são tão clichês, tão superficiais neste tipo de gênero, que quando surge um só um pouco mais humano e sincero, as pessoas se surpreendem. No caso de Juno não como não se surpreender. O diálogo é mais esperto, travesso, natural e tudo funciona de maneira fluída, interessante. Mas, a impressão é que foi a explosão de Miss Page que conquistou a platéia e a mim.
'JUNO'
Um filme de Jason Reitman
Estrelando: Ellen Page. Michael Cera. Jennifer Garner
Jason Bateman. Allison Janney . J.K. Simmons
Co -estrelando: Rainn Wilson . Olivia Thirlby
Música original por: Mateo Messina Diretor de arte: Steve Saklad
Diretor de fotografia: Eric Steelberg Figurinos por: Monique Prudhomme
Produtores Executivos: Joe Drake . Daniel Dubiecki. Nathan Kahane
Produzido por: John Malkovich .Russsell Smith. Mason Novick
Escrito Por DIABLO CODY Dirigido Por JASON REITMAN


EUA
2007
Comédia/Drama
92'
Cor
Censura: 10 anos
Nota: ✩✩✩✩ ÓTIMO

17 comentários:

! Marcelo Cândido ! disse...

Cara
Juno é um filme legal...
Fala sobre a gravidez na adolescência de um jeito que consegue ser interessante e sem nenhuma lição de moral totalmente justa!!!
Gostei do que vi

renatocinema disse...

Sem dúvida Juno superou minhas expectativas. Me agradou muito.
Abraços

Hugo disse...

É uma história simples, sensível e valorizada pela bela interpretação de Ellen Page. Ela cria uma personagem mais madura que a maioria dos adultos do filme.

Abraço

Sandro Azevedo disse...

Interessante que me dei conta de uma coisa agora.. o nome dela é Juno Mcguff... O sobrenome seria uma homenagem ao Hitchcock? Uma referência ao termo "McGuffin" (tanto usado por ele) - elemento de suspense que faz a história avançar e os personagens agirem.
humm.... ainda não vi o filme! Preciso assistir! hehe
Abração

Emmanuela disse...

Eu gostei do filme também, e concordo quando diz que o filme suaviza o problema da gravidez na adolescência. O telefone de sanduíche realmente é uma graça!

alan raspante. disse...

oi rodrigo ... tudo em cima, cara ?? heheheehe espero que sim!
adoro juno, pela forma que trata este tema polêmico e claro pela própria juno, que é uma personagem e tanto. Adoro a Ellen Page, carismmática e ótima actriz!

Abs garoto ;)

Rodrigo Mendes disse...

MARCELO: É um ótimo filme que suavisa demais o problema da gravidez, como disse a EMMANUELA em seu comentário.
Mas tudo é realmente bem orquestrado!
Abs.

RENATO CINEMA: Eu me surpreendi cara! E nem tinha sentimento de expectativa. Abs!

HUGO: SIM! A Miss Page agradou mesmo. Acho que minha teoria estava certa, rs! Abs.

SANDRO: Nossa! Rs! Não havia pensado nisso cara que viagem hehehe. Eu sabia deste McGuffin em vários docs. pra DVD nos filmes do Hitchcock. Na Edição De Aniverssário de 'Intriga Internacional' há uma bela passagem num feature que discute isso. Veja o filme! Abs.

EMMANUELA: Suaviza mesmo moça. Adoro aquele telefone. Rs! BJS.

Rodrigo Mendes disse...

Oi ALAN, td em cima sim, Rs! Vi sua postagem na última hora, quando dei um click pra mandar meus comentários, hehehe.

Adoramos o filme então! Abs garoto!

Anônimo disse...

Oi, Rodrigo! Sou seguidora nova, vou ganhar um brinde?rs

Brincadeiras à parte, eu adorei Juno. Gosto do humor do filme e da independência da personagem principal e concordo que o filme foge dos velhos clichês, mas acredito que na vida real o problema de Juno não seria enfrentado tão simples e facilmente por qualquer menina. Ou seja, o roteiro é ótimo enquanto para um filme, mas está longe de ser algo possível, na minha opinião.

Um abraço,

Alice

Reinaldo Glioche disse...

Gostei do filme e de suas ponderações, mas me sinto na obrigação de apontar que não acho este o melhor filme de Jason Reitman. Para mim, Amor sem escalas e a arrebatadora estréia Obrigado por fumar são superiores.
Abs

Rodrigo Mendes disse...

ALICE: Olá moça seja bem vinda. O brinde é a sua presença aqui!

Eu tbm adoro este humor do filme e a assertividade da Miss Page. Concordo contigo que na vida real a coisa é mais complicada, o filme queria fugir mesmo disso fugindo do convencional, mas poderia ser mais realista mesmo vendo por outro lado. Aliás é ótimo quando a arte imita a vida. Neste caso acho mesmo improvável o contrário.

Obrigado e BEIJOS!

REINALDO: Grande Glioche! Eu já acho os três filmes ótimos! Quero ver o próximo filme do Reitman : 'Young Adult'. Será uma ótima oportunidade para a Charlize Theron voltar com um bom filme. Creio.
Abs.

vitor silos disse...

Infelizmente não tenho todas essas palavras sobre Juno, achei um tanto quanto superestimado e sinceramente nem o Oscar de roteiro original eu achei que merecia, para mim Lars and the real girl era o melhor ali.
Mas é um bom filme, com certeza.

Vitor Silos
www.volverumfilme.blogspot.com

Rodrigo Mendes disse...

Certo VITOR. Valeu a visita! Abs.!

pseudo-autor disse...

Gostei de Juno porque ele retrata a questão da adolescência de forma justa e verdadeira (diferente de certas produções que tem sido feitas nos últimos anos). Muito bom! Como aliás vem sendo a cinematografia do Jason Reitman até o momento.

Cultura na web:
http://culturaexmachina.blogspot.com

Rodrigo Mendes disse...

PSEUDO: Sim cara e Jason realmente esta bombando em Hollywood! To gostando muito. Abs.

Reinaldo Glioche disse...

Adorei o grande Glioche!rsrs
Abs

Por que você faz poema? disse...

Nem precisava ser bom, com Olivia Thirlby no elenco assisto a qualquer comédia romântica ou terror adolescente.

🚪 Acervo de Películas

00's 007 10's 20's 30's 3D 40's 50's 60's 70's 80's 90's Ação Adoro Cinema Akira Kurosawa Al Pacino Alec Guinness Alfonso Cuarón ALIEN Almodóvar ANG LEE Angelina Jolie Animação ARNOLD SCHWARZENEGGER Arthur P. Jacobs Audrey Hepburn Aventura Batman Bela Lugosi Bernardo Bertolucci Bette Davis Billy Wilder Blake Edwards Blaxploitation Bob Fosse Boris Karloff Brian De Palma Bryan Singer Buster Keaton Carl Laemmle Carol Reed Carrie Fisher Cary Grant Cecil B. DeMile Chaplin Charlton Heston Christopher Nolan CINE TRASH Cine-Doc CINEASTAS Cinebiografia Cinema Asiático Cinema Europeu Cinema LGBT Cinema Marginal Cinema MUDO CINEMA PRETO & BRANCO Cinema Rodrigo Clark Gable Clássicos Claude Rains Clint Eastwood Colin Trevorrow Comédia Coppola Crepúsculo CULTS Curt Siodmak Curta-metragem Curtis Hanson Daniel Craig DANNY BOYLE Danny DeVito Dario Argento Darren Aronofsky David Bowie David Cronenberg David Fincher David Lean DAVID LYNCH David O. Selznick DC Comics Denzel Washington Disney Documentário Drama Drogas Eduardo Coutinho Eisenstein Elia Kazan Elvis Presley Épico Época Erotismo Errol Flynn ESPECIAIS Fantasia Fatos Reais Fellini FERNANDO MEIRELLES FILMES IRREGULARES Filmes Natalinos FOX FRANÇOIS TRUFFAUT FRANK CAPRA Frank Darabont Frank Oz Fritz Lang Gangsters Gene Wilder George A. Romero George Cukor George Lucas George Miller George Stevens George Waggner Georges Méliès. Gérard Depardieu Giallo Gillo Pontercorvo Grace Kelly Greta Garbo Guerra GUEST SERIES Guillermo del Toro Gus Van Sant Halloween Harold Lloyd Harrison Ford HARRY POTTER Henri-Georges Clouzot Henry Selick Hitchcock Home Video Homem-Aranha Howard Hawks HQ Humphrey Bogart INDIANA JONES Infantil Ingmar Bergman Ingrid Bergman Irmãos COEN Isabelle Huppert Ivan Reitman J.J. Abrams Jack Arnold Jack Nicholson Jacques Tourneur James Cameron James Ivory James Stewart JAMES WHALE Janet Leigh Japão Jason JEAN-LUC GODARD Jim Henson Joan Crawford Joel Schumacher John Carpenter John Ford JOHN HUGHES John Huston John Landis John Waters Jonathan Demme Joon Ho Bong José Mojica Marins Joseph L. Mankiwicz Judy Garland Kate Winslet Katharine Hepburn Kevin Spacey KING KONG Kirk Douglas KRZYSZTOF KIESLOWSKI Lars Von Trier Lawrence Kasdan Leonardo DiCpario Liza Minnelli Lon Chaney Jr Luc Besson Luca Guadagnino Luis Buñuel M.Night Shyamalan Marilyn Monroe Mário Peixoto Mark Hamill Marlene Dietrich Marlon Brando Martin Scorsese MARVEL Matinê Mel Brooks Melhores do Ano Michael Curtiz Michael Douglas Michael Haneke Michael Jackson Michael Powell Michel Gondry Michelangelo Antonioni Milos Forman MONSTERS COLLECTION Monstros Musicais Nacional Noir NOUVELLE VAGUE O Senhor Dos Anéis Oliver Stone Olivia de Havilland Orson Welles Oscar Outubro Das Bruxas P.T. ANDERSON Pam Grier Pânico Paramount Park Chan-wook Paul Verhoeven PERFIL Peter Bogdanovich PETER JACKSON Philip K. Dick Pier Paolo Pasolini Pierce Brosnan Piores do Ano Pipoca PIXAR Planeta Dos Macacos Policial Quentin Tarantino Rian Johnson Richard Donner RIDLEY SCOTT RKO Road-Movie Robert De Niro Robert Rodriguez Robert Wise Robert Zemeckis Roger Moore Rogério Sganzerla Roman Polanski Romance Sam Mendes Sam Peckinpah SAM RAIMI Sangue Scarlett Johansson Sci-Fic Sean Connery Sean Penn Sergio Leone Sessão Da Tarde Sessão Dinossauro Sessão DUPLEX Cinema MUDO Sessão Surpresa SESSÃO TRAILER Sexo SEXTA-FEIRA 13 Sharon Stone Sidney Lumet Sigourney Weaver Sofia Coppola Spielberg Stan Lee Stanley Donen Stanley Kubrick Star Trek Star Wars Stephen King SUPER HERÓIS Suspense Terror Thriller Tim Burton Timothy Dalton TOD BROWNING Tom Cruise Tom Hanks Tom Tykwer Trash TV Uma Thurman UNIVERSAL STUDIOS Universo Jurassic Park Victor Fleming Violência Vivien Leigh Wachowski Walter Hugo Khouri Walter Salles Warner Wes Craven Western William Castle William Friedkin Wolfgang Petersen Wong Kar Wai Woody Allen Zé do Caixão