Mostrando postagens com marcador CINEASTAS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CINEASTAS. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

PERFIL DE CINEASTAS | NICHOLAS RAY (1911-1979)

O Blog: Grupo de Cinema Clássico dirigido pela blogueira CARLA MARINHO é um canal para conhecer diversos blogs que tratam do período de ouro da sétima arte.

Conheçam este lindo trabalho clicando aqui

O especial da semana deu a proposta de todo blogueiro membro do grupo, em seu estilo particular, fazer um post centenário chamado de "DIA D" de três estrelas do cinema que nasceram há 100 anos! São eles:

Robert Taylor (05/08/1911) - Lucille Ball (06/08/1911) -
Nicholas Ray
(07/08/1911)

Resolvi fazer um post sobre o diretor Nicholas Ray na sessão PERFIL DE CINEASTAS que já estava precisando ser exibido aqui novamente. Bom, vamos lá...

No dia 07 de agosto há 100 anos nascia o cineasta NICHOLAS RAY, diretor de clássicos que todo cinéfilo gosta como: JUVENTUDE TRANSVIADA(1955), um marco do cinema que transformou JAMES DEAN em um ícone e a moda “Dean Jeans” pegou! Ou fitas como DELÍRIO DE LOUCURA (1956), o meu filme favorito dele, com JAMES MASON e BARBARA RUSH. Também era ator nas horas vagas e sua última aparição foi interpretando um general asqueroso no musical HAIR (1979 – de MILOS FORMAN).

Decerto, depois dos franceses foi a vez de Nicholas Ray ser descoberto pelos americanos, ou melhor, redescoberto. Eu gosto de sua obra que prova um exímio artesão, e que em alguns trabalhos como Juventude Transviada, começou a apresentar um toque mais autoral que vai além da técnica, às vezes bitolada, de dirigir um filme. Ray era um figura carismática, um sedutor e reza a lenda que namorou a própria NATALIE WOOD nos bastidores de Juventude. Certo que ele teve um romance com sua estrela GLORIA GRAHAME. Enfim. Revendo alguns de seus filmes como Juventude (o mais conhecido) ou mesmo Delírio, no seu formato original em Widescreen dá para constatar a habilidade que o saudoso cineasta tinha em enquadrá-los, ainda mais em um período onde o sistema de tela “Scope” ainda era muito recente. Nisso acho que Ray foi pioneiro, até mesmo antes de Hitchcock ou John Huston. Mas sua reputação não fica apenas a espreita do filme – sua obra tão vasta- e sim de sua rebeldia (ele entendia muito bem os anseios de seus personagens antológicos de Juventude) do que propriamente sua obra. Que de qualquer forma pode parecer irregular em alguns filmes, mas tudo é defensável. Também acho que nem o seu silêncio afastando-se do cinema durante dez anos diminuiu o ardor da crítica francesa.Para o CAHIERS Du CINEMA, Godard e Truffaut, JOHNNY GUITTAR continuou a ser uma obra-prima (ainda prefiro Juventude em comparação) e Ray o exemplo nato a ser seguido. O diretor nasceu em Wisconsin, ganhou bolsa para a Universidade de Chicago escrevendo programas radiofônicos. Também estudou arquitetura com Frank Lloyd Wright e foi ator na companhia de ELIA KAZAN. A sua primeira grande oportunidade foi dada por John Houseman, para quem trabalhou no Teatro e o deixou dirigir o clássico de 1948 – em parte um filme bom- AMARGA ESPERANÇA com FARLEY GRANGER (das fitas de Hitch – ROPE e PACTO SINISTRO) e co-estrelado também por CARTHY O´DONELL. A fita o deixou por algum tempo na RkO.

Ficou casado com a atriz GLORIA GRAHAME entre 1948 a 1952, unindo-se depois a outra estrela, ELIZABETH UTEY – que fez “A Bela do Bas-Fond”. Ray também fazia trabalhos inacabados, como a fita de Sterberg. MACAO, de 1951. Retornou à atividade, no começo da década de 70, já bem debilitado. Lecionou Cinema na Universidade e no mesmo período levou o seu filme recente coletivo, fruto deste trabalho como professor, para Cannes. Em 1975, casou-se com Susan Schwartz. No final da vida, com problemas de alcoolismo e câncer no pulmão, seus projetos foram sendo cancelados – até planejava fazer um filme sobre o Vietnã.
Adorei suas pontas como ator, já velhinho. Primeiro em “Hair”, como um general do exército que tem que destruir um alto falante, e no filme do cineasta alemão WIM WENDERS: O AMIGO AMERICANO (1977). Foi também com Wenders – que se tornou amigo pessoal e profundo admirador – que tentou realizar LIGHTINING OVER WATER, uma obra originalmente de ficção que acabou se tornando um documentário sobre a morte de Ray, com entrevistas dele e comentários sobre o roteiro do projeto original. Revendo-se sua obra, mesmo com algumas fitas aborrecidas, pode-se dizer que Nicholas Ray foi realmente um diretor talentoso, mas um gênio, nunca.




FILMOGRAFIA:
1948 - AMARGA ESPERANÇA ( THEY LIVE BY NIGHT);
1948 – A VIDA ÍNTIMA DE UMA MULHER ( A WOMAN´S SECRET);
1949 – O CRIME NÃO COMPENSA (KNOCK ON ANY DOOR. Estrelando: Bogart e John Derek);
1950 – NO SILÊNCIO DA NOITE ( IN A LONELY PLACE. Estrelando Bogart e Gloria Grahame);
1950 – ALMA SEM SUPLÍCIO ( BORN TO BE BAD. Um bom filme estrelado por: JOAN FONTAINE);
1951 – HORIZONTE DE GLÓRIAS ( FLYING LEATHERNECKS. Estrelando: JOHN WAYNE)
1951 – CINZAS QUE QUEIMAN ( ON DANGEROUS GROUND);
1952 – PAIXÃO DE BRAVO ( THE LUST MEN);
1954 – JOHNNY GUITAR (IDEM. Considerado sua obra-prima. Estrelando: JOAN CRAWFORD e STERLING HAYDEN);
1955 – FOR A DAS GRADES ( RUN FOR COVER);
1955 – JUVENTUDE TRANSVIADA ( REBEL WITHOUT A CAUSE. Certamente seu filme mais popular: JAMES DEAN, NATALIE WOOD e SAL MINEO);
1955 – SANGUE ARDENTE ( HOT BLOOD);
1956 – DELÍRIO DE LOUCURA (BIGGER THAN LIFE. Ótimo!
Com: JAMES MASON e BARBARA RUSH);
1956 – QUEM FOI JESSE JAMES? ( THE TRUE STORY OF JESSE JAMES);
1956 – AMARGO TRIUNFO (BITTER VICTORY);
1958 – JORNADA TÉTRICA (WIND ACROSS THE EVERGLADES);
1958 – A BELA DO BAS-FOND (PARTY GIRL);
1960 – SANGUE SOBRE A NEVE (THE SAVAGE INNOCENTS);
1961 – REI DOS REIS (KING OF KINGS);
1963 - 55 DIAS EM PEQUIM ( 55 DAYS AT PEKING.
Estrelando: CHARLTON HESTON e AVA GARDNER);
1974 – “WET DREAMS”:
1976 – “WE CAN´T GO HOME AGAIN ( Rodado com seus alunos na Universidade de Binghamton em Nova York. Filme coletivo);
1978 –“MARCO” – Curta-metragem e
1980 – “LIGHTING OVER WATER” – Documentário.
FOI ATOR EM:

LAÇOS HUMANOS [ A TREE GROWS IN BROOKLYN] (1945) DE ELIA KAZAN;
- JUVENTUDE TRANSVIADA, 55 DIAS EM PEQUIM, WET DREAMS (Seguimento: “ The janitor”) e WE CAN´T GO HOME AGAIN;
O AMIGO AMERICANO [ DER AMERIKANISCHE FREUND ] (1977) DE WIM WENDERS e
HAIR (1979) DE MILOS FORMAN


Continue lendo >>

sábado, 9 de abril de 2011

PERFIL DE CINEASTAS | SIDNEY LUMET (1924-2011)

Foi um grande diretor americano. Uma das primeiras revelações da nova geração de cineastas surgidos da televisão ao vivo onde foi um dos nomes mais importantes.

Ex-ator infantil, foi consagrado imediatamente com sua estréia no Cinema, adaptando um teleplay: DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA,até hoje a mais bem sucedida experiência no gênero. Desde então, sua carreira foi muito irregular (o que não atrapalha a sua consagração). Porém, algumas decepcionantes adaptações de peças famosas (PANORAMA VISTO DA PONTE, por exemplo), de best-sellers como O GRUPO, de melodramas como O ENCONTRO. Em compensação, quando acerta, Lumet conseguia fazer obras inquietantes, como o seu LIMITE DE SEGURANÇA, uma espécie de DOUTOR FANTÁSTICO levado a sério. Também obras como: O HOMEM PREGO (revolucionário com os seus flashbacks rápidos e nas sequências em câmera lenta, que influenciaram depois milhares de comercias de TV) e A COLINA DOS HOMENS PERDIDOS, um filme seco, árido e com a melhor interpretação da carreira de SEAN CONNERY, diga-se de passagem. Depois de outra fase infeliz – onde seus filmes nem chegaram a ser lançados comercialmente no Brasil -, Lumet voltou à crista do sucesso com O GOLPE DE JOHN ANDERSON, que foi uma boa variação em filme de roubo, SERPICO (meu predileto) ,e principalmente, UM DIA DE CÃO.Mas a irregularidade prosseguiu como norma: adaptações teatrais como ARMADILHA MORTAL e fracassos colossais como GARBO TALKS! E ocasionais sucessos como O VEREDITO, outra fita boa. Continuou fiel a seus princípios, sempre rodando em Nova York, sempre ensaiando durante duas semanas com atores e o fotógrafo (procurando trocá-los a cada projeto). A Conclusão: um cineasta a serviço de textos e atores, nunca um autor no aspecto literal, mas técnico. Um artesão.
Escreveu em 1995 (na qual esta postagem se baseia) um excelente livro didático e autobiográfico: “MAKING MOVIES".Em 2001, pela primeira vez em muitos anos, produziu e dirigiu uma série de TV, 100 CENTRE STREET, com ALAN ARKIN e LaTANYA RICHARDSON, procurando a originalidade. Ao fim da carreira (E DEPOIS DE UM OSCAR HONORÁRIO EM 2005) assinou obras ótimas como ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO.

_____
FILMES:

1957- DOZE HOMENS E UMA SENTENÇA – *HENRY FONDA
1958- QUANDO O ESPETÁCULO TERMINA –* HENRY FONDA
1959- MULHER DAQUELA ESPÉCIE – *SOPHIA LOREN
1960- VIDAS EM FUGA - *ANNA MAGNANI, MARLON BRANDO
1961- PANORAMA VISTO DA PONTE - *RAF VALLONE
1962- UM LONGO DIA DE VIAGEM DENTRO DA NOITE- *KATHARINE HEPBURN
1964- LIMITE SE SEGURANÇA- *HENRY FONDA, WALTER MATTHAU
1965- O HOMEM DO PREGO- *ROD STEIGER
/////A COLINA DOS HOMENS PERDIDOS - *SEAN CONNERY
1966- O GRUPO - *SHIRLEY KNIGHT, CANDICE BERGEN
1967- CHAMADA PARA UM MORTO - *JAMES MASON
1968- A GAIVOTA - *VANESSA REDGRAVE
///// GROTESCA DESPEDIDA - *GEORGE SEGAL
1970- KING A DOCUMENTARY – co-direção de JOSEPH L. MANKIEWICZ
///// BRUTALIDADE DESENFREADA - *JAMES COBURN
1971- O GOLPE DE JOHN ANDERSON - *SEAN CONNERY
1973- SERPICO - *AL PACINO
//// ATÉ OS DEUSES ERRAM - *SEAN CONNERY
//// CHILD´S PLAY - *JAMES MASON
1974- LOVIN´MOLLY - *ANTHONY PERKINS
///// ASSASSINATO NO ORIENTE EXPRESSO – BASEADO EM AGATHA CHRISTIE *INGRID BERGMAN E GRANDE ELENCO
1975- UM DIA DE CÃO - *AL PACINO, JOHN CASALE
1976- REDE DE INTRIGAS - *WILLIAM HOLDEN, FAYE DUNAWAY
//// EQUUS - *RICHARD BURTON
1978- O MÁGICO INESQUECÍVEL (VERSÃO NEGRA MUSICAL DE O MÁGICO DE OZ) - *DIANA ROOS, MICHAEL JACKSON
1980- DIGA-ME O QUE VOCÊ QUER - *ALI McGRAW
1981- PRÍNCIPE DA CIDADE – *TREAT WILLIAMS
1982- ARMADILHA MORTAL - *MICHAEL CAINE, CHRISTOPHER REEVE
//// O VEREDITO - *PAUL NEWMAN, JAMES MASON
1983- DANIEL - *TIMOTHY HUTTON
1984- FALA GARBO! - *ANNE BANCROFT
1986- POWER - *GENE HACKMAN, RICHARD GERE
//// A MANHÃ SEGUINTE - *JANE FONDA, JEFF BRIDGES
1988- RUNNING ON EMPTY - *RIVER PHOENIX
1989- NEGÓCIOS DE FAMÍLIA - *SEAN CONNERY, DUSTIN HOFFMAN
1990- Q & A: SEM LEI, SEM JUSTIÇA - *NICK NOLTE
1992- UMA ESTRANHA ENTRE NÓS - *MELANIE GRIFFITH
1993- CULPADO COMO PECADO - *REBBECA DE MORNAY
1996- SOMBRAS DA LEI - *RICHARD DREYFUSS, ANDY GARCIA
1998- O IMPACIENTE - *ANNE BANCROFT, JAMES SPADER
1999- GLÓRIA, A MULHER (REFILMAGEM) - *SHARON STONE, CATHY MORIARTY
2000- THE BEAUTIFUL MRS. SEINDENMANN – (PROJETO [TV] INCOMPLETO)
2001-2002 – 100 CENTRE STREET (SÉRIE DE TV) *ALAN ARKIN
2004- STRIP SEARCH (TELEFILME) - *KEN LEUNG, MAGGIE GYLLENHAAL
//// RACHEL, QUAND DU SEIGNEUR (CURTA-METRAGEM)
2006 FIND ME GUILTY - *VIN DIESEL
2007 – ANTES QUE O DIABO SAIBA QUE VOCÊ ESTÁ MORTO - *ALBERT FINNEY, PHILLIP SEYMOUR HOFFMAN, ETHAN HAWKE e MARISA TOMEI
_____

Continue lendo >>

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

MANOJ NELLIYATTU SHYAMALAN



Caros,
hoje consegui um intervalo entre as leituras e tudo que envolve o meu trabalho de conlusão de curso da Universidade para postar no blogue. Tem sido um pouco mais complicado escrever aqui ultimamente e também comentar nos blogues amigos, mas comento sempre pela madrugada quando me transformo numa coruja, algo que me da prazer é ler em blogues cinéfilos e quando a noite está linda melhor ainda.

Continue lendo >>

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

QUEM É PHILLIP NOYCE?


De modo geral, o filme SALT com a estrela Angelina Jolie está indo de vento em polpa. Uma fita que garante uma boa sessão, mas não quero falar da lindíssima e sexy Jolie e tampouco do filme. A minha estrela aqui é o diretor PHILLIP NOYCE no PERFIL de CINEASTAS Capítulo V.

Continue lendo >>

quarta-feira, 28 de julho de 2010

O ELEVADOR DA MORTE E BRIAN DE PALMA

O estérico cineasta americano BRIAN DE PALMA tem uma filmografia curiosa. VESTIDA PARA MATAR é um erótico suspense que faz homenagem ao mestre Alfred Hitchcock, no estilo selvagem e exagerado/gore de DePalma.



Continue lendo >>

segunda-feira, 26 de julho de 2010

CONSIDERAÇÕES SOBRE A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA E TIM BURTON



O visionário TIM BURTON chega ao máximo de sua estética e ilusionismo na fita que considero perto de 'Edward Mãos de Tesoura' e 'Ed Wood' a sua melhor obra de arte: A LENDA DO CAVALEIRO SEM CABEÇA. É um filme empolgante, estilizado, amedrontador, engraçado e com lindas digressões. Burton é mestre em misturar ação, comédia, romance e drama no cenário macabro. Baseado no clássico romance americano do dia das bruxas, Sleepy Hollow escrito por WASHINGTON IRVING, já foi adaptado por WALT DISNEY em 1949 com narração de BING CROSBY num divertido e colorido desenho animado.

Continue lendo >>

sexta-feira, 23 de julho de 2010

COMO UM FOTÓGRAFO

Movimentos de câmera? Muito poucos, na verdade ele fotografava a beleza e a perfeição. Ninguém me convence de que quando STANLEY KUBRICK faleceu repentinamente em 7 de março de 1999, logo depois de ter enviado uma primeira cópia de seu filme 'De Olhos Bem Fechados'

Continue lendo >>

sexta-feira, 16 de julho de 2010

TARDE DEMAIS PARA DEATH PROOF?

A prova de que Tarantino é um mestre na arte de reciclar filmes e trazer para o cenário moderno cada nuance de uma película está ipisis literis no longa À PROVA DE MORTE do projeto 'Grindhouse double feature' junto com Planeta Terror do amigo Robert Rodriguez.



Continue lendo >>

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

OS CRÉDITOS, OS FILMES ... WOODY ALLEN

Quando vou assistir a um filme de Woody Allen já espero pela fonte da titulagem antes de embarcar na história. Não houve nas últimas décadas um cineasta com tamanha liberdade e quantidade de filmes, no conceito amplo, Woody é autor de seus roteiros, diretor e com muita frequência (hoje raramente) astro de seus filmes. Comédias divertidas, dramas ou filmes tensos, o cara na verdade gosta mesmo de se reinventar.

Continue lendo >>

terça-feira, 17 de novembro de 2009

UMA RICA CARREIRA CATASTRÓFICA

Está em cartaz nos cinemas o divertido 2012. Que discursivamente não foi o esperado pela maioria. Quero falar do cara , o diretor responsável por essa pérola que em breve será um cult cartaz da sessão da tarde, daqui quem sabe em 2016.




Roland Emmerich -
nascido em 1955, é um cineasta de origem alemã apaixonado por ficção-científica (diz ser Star Wars o maior filme de todos os tempos), um sujeito radicado nos EUA, de fama internacional, que ao enveredar pelos efeitos especiais, conseguiu um enorme sucesso com Independence Day.

Continue lendo >>

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

SHICHININ NO SAMURAI E A OBRA DO MESTRE



Camponeses que vivem em uma aldeia no século XVI resolvem contratar sete samurais para protegê-los contra os ataques anuais dos bandidos.

Continue lendo >>

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

FILMES QUE ASSISTI NO FIM DE SEMANA E DAVID LYNCH



Fui no cinemark com os meus amigos e assistimos ao supervalorizado DISTRITO 9




produzido pelo neozelandês PETER JACKSON ( O Senhor Dos Anéis, King Kong) realizado por Neill Blomkamp e roteirizado por Terri Tatchell. A premissa é original, mais o filme é no mínimo esquisito. Nojentinho. Bobo. Redundante. Sensação nos falatórios virtuais e com uma mirabolante desculpa cutucando o comportamento agressivo humano. Isso nós já sabemos. Este, e SALVE GERAL (assisti no final de semana re-retrasado) do Sergio Rezende , são dois filmes que da vergonha de ver. Em Distrito 9 alienígenas cehgam à terra como refugiados e se instalam em uma área da África Do Sul durante 20 anos ( o Distrito 9- uma grande favela) , enquanto os humanos decidem o que fazer com eles.

Continue lendo >>

sábado, 22 de agosto de 2009

A FILHA DO PODEROSO CHEFÃO E SEU FILME DE PRINCESA


Não deve ser fácil ser filha de Francis Ford Coppola, mais ao mesmo tempo que vidão heim!
De fato a família toda é de artistas a tia é Talia Shire ( a esposa de Stallone na série Rocky), os primos são atores como Nicolas Cage e Jason Schwartzman , enfim.. a mãe já fez Documentários, o Irmão Roman Coppola (Filho primogênito de Francis) também já dirigiu, trabalhou em efeitos especiais nas produções da família , uma árvore ginecológica cinematográfica!

Continue lendo >>

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

EX CAMINHONEIRO: O MUNDO FÍSICO DE JAMES CAMERON

Ele entende do Hardware, James Cameron é um cara que eu gosto e ter realizado o filme mais caro, audacioso de todos os tempos até aquele momento - 200 milhões de dólares para TITANIC não justificaria sua inclusão em nenhuma lista de favoritos. Nem o seu presunçoso discurso de agradecimento pelo Oscar em que repetiu o jargão de Leonardo Dicaprio: " Sou o rei do mundo!" Muito menos o silêncio que seguiu-se após a sua consagração, sua fama de ser grosseiro, exigente demais, detalhista e com total desprezo por custos de produção.

Continue lendo >>

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

ÊCA!

Alguém viu este homem?
John Waters cineasta americano (conhecido hoje por ter escrito o musical Hairspray) foi o rei absoluto do Cinema trash, Underground ou Punk. Filho de um próspero industrial de armamentos. Depois de uma estadia em New York para "estudar" cinema, que nunca foi completado por seu envolvimento com subcultura nova-iorquina do LDS.

Continue lendo >>

terça-feira, 3 de março de 2009

AROMA ARONOFSKY





Darren Aronofsky é um diretor e roteirista norte americano revelado em um filme original e cult, PI, o símbolo matemático, que fez notório sucesso em Cannes.

Continue lendo >>

sexta-feira, 9 de maio de 2008

UNIVERSO SPIELBERG

Estão sentindo o cheiro de pipoca no ar? Eu sinto o hálito da platéia amante da pipoca aqui! tudo isso porque é impossível faltar pipoca numa sessão de aventura.

Continue lendo >>