sábado, 6 de outubro de 2018

🎬 Vampiros de Almas (1956)

OUTUBRO DAS BRUXAS 
🎃

INVASÃO DOS LADRÕES DE CORPOS

Um médico de cidade pequena descobre que a população de sua comunidade está sendo substituída por duplicatas alienígenas sem emoção.


Logo de cara admito a minha predileção por "VAMPIROS DE ALMAS". Um dos filmes mais paranoicos já realizados. É também uma ficção que já foi recontada diversas vezes. Baseado na obra de Jack Finney  (1911–1995) que foi originalmente publicada em uma série de contos da revista Collier's (1888-1957). A outra versão cinematográfica de 1978: Invasores de Corpos (Invasion of the Body Snatchers) dirigida por Philip Kaufman (de OS ELEITOS) estrelada por Donald Sutherland, Brooke Adams e Jeff Goldblum é tão boa e atraente quanto a primeira, porém, mais uma transmutação teve a ousadia de também ser interessante, a dirigida por Oliver Hirschbiegel (A Queda! As Últimas Horas de Hitler/Rastros de Justiça) e James McTeigue (V de VINGANÇA) cujo nome Invasores (The Invasion, 2007) trouxe para o elenco de protagonistas Nicole Kidman e Daniel Craig. Só que a primeira adaptação é realmente cultuada e o melhor feito.  E a realização desta obra-prima foi comandada por DON SIEGEL (1912 - 1991) do memorável Perseguidor Implacável (1971). Siegel se tornou objeto de um culto por parte da crítica francesa, que descobriu muito antes do público as qualidades de seus FILMES CLASSE B. Na década de de 1960, chegou finalmente à consagração comercial ao se associar a Clint Eastwood na produtora Malpaso. E chegou também sua outra obra-prima O ESTRANHO QUE NÓS AMAMOS (1971 - recentemente refilmado por Sofia Coppola). Siegel começou na pesquisa da Warner, foi montador e diretor de curtas. Também trabalhou na televisão e produziu, por exemplo, a série The Legend of Jesse James. Seu curta Star in the Night foi premiado com o Oscar. Apareceu como ator em Play Misty for Me, de seu sócio Eastwood. Em 1976 dirigiu o último filme de John Wayne, uma espécie de testamento do eterno cowboy, que fez na tela um papel quase autobiográfico, o de pistoleiro que está morrendo de câncer (como na vida real Wayne estava): O ÚLTIMO PISTOLEIRO. Seus problemas e brigas com a atriz Bette Midler durante as filmagens de Jinxed - cujo título acabou sendo profético - fizeram com que não trabalhasse mais. Morreu de câncer, em 20 de abril, em Nipoma, CalifórniaVampiros de Almas talvez seja o seu filme mais criativo e inspirador. E tal significância é evidente por ter sido um dos maiores e mais populares filmes da paranoia atômica-Guerra Fria, enfim,  da Era de Ouro do cinema do ciclo de filmes de Ficção-científica/ Terror e pelo qual o interesse por alienígenas alimentava as crenças populares urbanas da época, apreciadores do sensacionalismo barato, principalmente quando um dos maiores mistérios ufológicos; O Caso Roswell, era assunto do tabloide. 

O que seria dos filmes da franquia ALIEN se não existisse Vampiros de Almas ou melhor;  
" Invasion of the Body Snatchers"? O filme de Siegel é uma alegoria repleta de ambiguidade e subtexto da Guerra Fria com o melhor da premissa de terror extraterrestre. Quando o Dr. Miles Bennell, interpretado por KEVIN McCARTHY (1914-2010) - ator de filmes como Viagem Insólita (1987) de Joe Dante (inclusive faz uma pontinha no remake de 78) certamente no papel de sua vida e em numa espécie de "transe" louco inspirador e pessimista, provavelmente a melhor atuação de um homem cético e assustado - volta para a sua cidade natal em Santa Mira, Califórnia, de um congresso de medicina, ele se depara com relatos estranhos de muitos  de seus pacientes, que insistem que seus parentes aparentemente benévolos , são, na verdade, impostores (isso porque o filme sugere que seres humanos estão longe de serem benévolos e quando muito, nem parecem humanos!). Obviamente no homem que acredita na ciência almeja uma explicação lógica (e ela realmente é lógica) e, depois de algum ceticismo, Miles está totalmente convencido quando, durante um churrasco com amigos, ele descobre dois casulos que arrebentam, liberando um fluido borbulhante e duas réplicas de seres humanos, porém incompletas, uma das quais está bem próxima de ficar idêntica ao próprio Doutor. Com isso, a especulação que uma invasão alienígena bizarra está realmente acontecendo, o filme se abre e torna-se mais e mais interessante e aterrador.

Miles e Becky, sua namorada, a ótima DANA WYNTER (1931-2011), - atriz de origem alemã, participou do clássico filme de desastre da era setentista: Aeroporto (Airport, 1970), dentre outros cult - tentam  sobreviver fugindo literalmente (numa das cenas mais antológicas do cinema) enquanto toda a cidade é tomada por seres invasores, tragicamente dominada sem muito esforço pelos efeitos desumanizadores dos casulos. O filme é uma forte crítica sobre a ameaça comunista da era Macarthista com a roupagem de Filme B de ficção-científica. 

O que o torna mais especial para mim é a ausência explícita dos aliens monstros e que seria convencional neste caso e pouco interessante. Siegel, sabiamente, fugiu das convenções já estabelecidas do subgênero, na verdade, ele dramatiza lindamente os perigos do conformismo social e a ameaça de invasão que pode vir tanto de fora quanto de dentro da própria comunidade. Mas, também, um dos motivos de Siegel tomar essa decisão é devido a falta de recursos financeiros e consequentemente técnicos na época da produção. E, foi confirmado que por motivos econômicos, o tema das plantas surgiu como necessidade. Existem também um pioneirismo daquilo que George A. Romero faria com os Zumbis Mortos-vivos quanto a sociedade humana se tornar um perigo para si mesma, além do fato da ideia do vampirismo ser a base fundamental, a matéria prima dos filmes de terror, sobre se alimentar de corpos humanos, vampirizá-los ou se tornarem parasitas, etc. 

Neste filme existe uma série absurda (no bom sentido e a favor da fita) de cortes por despesas pela falta de grana. Siegel tem em cena atores fantásticos que colaboram com a sua visão, a de tornar tudo mais compensador e sinistro. A trama é mais sobre a "vida comum" interrompida por um evento, a priori sobrenatural, fantástico e inexplicável,  para depois se tornar lógico e tangível, aliás, uma bela justificativa. Obras como A Guerra dos Mundos, de H.G. Welles também segue o esquema sugerido por Finney.

O final não é feliz (vide Operação França), mas o seu pessimismo é até justificado e com justiça. O Dr, Miles perambulando por uma estrada quando exclama: "Você é o próximo!", diretamente para a câmera, mexe comigo toda vez que revejo.

Quem está dormindo ao seu lado? Você realmente conhece seus parentes, irmãos, colegas e amigos? O filme deixa no ar muitas questões. Quem o assiste fará várias interpretações. 

Recomendo este clássico absoluto da Sci-fi


EUA
DRAMA- TERROR- FICÇÃO-CIENTÍFICA 
1h 20min.
★★★★★



Um Filme de  Don Siegel

I N V A S I O N   OF THE
BODY SNATCHERS

© 1956 Walter Wanger Pictures, Inc -  Allied Artists Pictures  -  Associated British-Pathé

Estrelando:

KEVIN MCCARTHY         ...      Dr. Miles J. Bennell
DANA WYNTER       ...      Becky Driscoll
LARRY GATES        ...      Dr. Dan 'Danny' Kauffman
KING DONOVAN      ...      Jack Belicec
CAROLYN JONES   ...      Theodora 'Teddy' Belicec
JEAN WILLES ...                Nurse Sally Withers
RALPH DUMKE        ...      Police Chief Nick Grivett
VIRGINIA CHRISTINE    ...      Wilma Lentz
TOM FADDEN  ...                        Uncle Ira Lentz
KENNETH PATTERSON          ...      Stanley Driscoll
      GUY WAY                           ...                Officer Sam Janzek
EILEEN STEVENS ...      Anne Grimaldi
BEATRICE MAUDE ...      Grandma Grimaldi
JEAN ANDREN         ...      Eleda Lentz
BOBBY CLARK        ...      Jimmy Grimaldi

Música de CARMEN DRAGON
Direção de Fotografia ELLSWORTH FREDERICKS
Montagem ROBERT S. EISEN Direção de Arte EDWARD HAWORTH
Maquiagens EMILE LAVIGNE Gerente de Produção ALLEN K. WOOD
Efeitos Especiais MILT RICE e Don Post
Produtores WALTER MIRISCH e WALTER WANGER
Roteiro DANIEL MAINWARING      
Baseado na obra de JACK FINNEY

Dirigido por 
DON SIEGEL

Nenhum comentário:

Acervo de Películas

00's 007 10's 20's 30's 3D 40's 50's 60's 70's 80's 90's Ação Adoro Cinema Akira Kurosawa Al Pacino Alec Guinness Alfonso Cuarón ALIEN Almodóvar ANG LEE Angelina Jolie Animação ARNOLD SCHWARZENEGGER Arthur P. Jacobs Audrey Hepburn Aventura Batman Bela Lugosi Bernardo Bertolucci Bette Davis Billy Wilder Blake Edwards Blaxploitation Bob Fosse Boris Karloff Brian De Palma Bryan Singer Buster Keaton Carl Laemmle Carol Reed Carrie Fisher Cary Grant Cecil B. DeMile Chaplin Charlton Heston Christopher Nolan CINE TRASH Cine-Doc CINEASTAS Cinebiografia Cinema Asiático Cinema Europeu Cinema LGBT Cinema Marginal Cinema MUDO CINEMA PRETO & BRANCO Cinema Rodrigo Clark Gable Clássicos Claude Rains Clint Eastwood Colin Trevorrow Comédia Coppola Crepúsculo CULTS Curt Siodmak Curta-metragem Curtis Hanson Daniel Craig DANNY BOYLE Danny DeVito Dario Argento Darren Aronofsky David Bowie David Cronenberg David Fincher David Lean DAVID LYNCH David O. Selznick DC Comics Denzel Washington Disney Documentário Drama Drogas Eduardo Coutinho Eisenstein Elia Kazan Elvis Presley Épico Época Erotismo Errol Flynn ESPECIAIS Fantasia Fatos Reais Fellini FERNANDO MEIRELLES FILMES IRREGULARES Filmes Natalinos FOX FRANÇOIS TRUFFAUT FRANK CAPRA Frank Darabont Frank Oz Fritz Lang Gangsters Gene Wilder George A. Romero George Cukor George Lucas George Miller George Stevens George Waggner Georges Méliès. Giallo Gillo Pontercorvo Grace Kelly Greta Garbo Guerra GUEST SERIES Guillermo del Toro Gus Van Sant Halloween Harold Lloyd Harrison Ford HARRY POTTER Henri-Georges Clouzot Henry Selick Hitchcock Home Video Homem-Aranha Howard Hawks HQ Humphrey Bogart INDIANA JONES Infantil Ingmar Bergman Ingrid Bergman Irmãos COEN Isabelle Huppert Ivan Reitman J.J. Abrams Jack Arnold Jack Nicholson Jacques Tourneur James Cameron James Ivory James Stewart JAMES WHALE Janet Leigh Japão Jason JEAN-LUC GODARD Jim Henson Joan Crawford Joel Schumacher John Carpenter John Ford JOHN HUGHES John Huston John Landis John Waters Jonathan Demme Joon Ho Bong José Mojica Marins Joseph L. Mankiwicz Judy Garland Kate Winslet Katharine Hepburn Kevin Spacey KING KONG Kirk Douglas KRZYSZTOF KIESLOWSKI Lars Von Trier Lawrence Kasdan Leonardo DiCpario Liza Minnelli Lon Chaney Jr Luc Besson Luca Guadagnino Luis Buñuel M.Night Shyamalan Marilyn Monroe Mário Peixoto Mark Hamill Marlene Dietrich Marlon Brando Martin Scorsese MARVEL Matinê Mel Brooks Melhores do Ano Michael Curtiz Michael Douglas Michael Haneke Michael Jackson Michael Powell Michel Gondry Michelangelo Antonioni Milos Forman MONSTERS COLLECTION Monstros Musicais Nacional Noir NOUVELLE VAGUE O Senhor Dos Anéis Oliver Stone Olivia de Havilland Orson Welles Oscar Outubro Das Bruxas P.T. ANDERSON Pam Grier Pânico Paramount Park Chan-wook Paul Verhoeven PERFIL Peter Bogdanovich PETER JACKSON Philip K. Dick Pier Paolo Pasolini Pierce Brosnan Piores do Ano Pipoca PIXAR Planeta Dos Macacos Policial Quentin Tarantino Rian Johnson Richard Donner RIDLEY SCOTT RKO Road-Movie Robert De Niro Robert Rodriguez Robert Wise Robert Zemeckis Roger Moore Rogério Sganzerla Roman Polanski Romance Sam Mendes Sam Peckinpah SAM RAIMI Sangue Scarlett Johansson Sci-Fic Sean Connery Sean Penn Sergio Leone Sessão Da Tarde Sessão Dinossauro Sessão DUPLEX Cinema MUDO Sessão Surpresa SESSÃO TRAILER Sexo SEXTA-FEIRA 13 Sharon Stone Sidney Lumet Sigourney Weaver Sofia Coppola Spielberg Stan Lee Stanley Donen Stanley Kubrick Star Trek Star Wars Stephen King SUPER HERÓIS Suspense Terror Thriller Tim Burton Timothy Dalton TOD BROWNING Tom Cruise Tom Hanks Tom Tykwer Trash TV Uma Thurman UNIVERSAL STUDIOS Universo Jurassic Park Victor Fleming Violência Vivien Leigh Wachowski Walter Hugo Khouri Walter Salles Warner Wes Craven Western William Castle William Friedkin Wolfgang Petersen Wong Kar Wai Woody Allen Zé do Caixão